sábado, 15 de junho de 2019
X

ÚLTIMAS NOTÍCIAS / Gigantes viram a mesa em nome do crescimento

Microsoft, Intel e Nokia quebram suas próprias tradições para ganhar espaço no mercado de smartphones, no qual Apple e Google se tornaram referência

Segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010


O passo frenético da indústria da telefonia celular forçou alguns dos gigantes mundiais do segmento a romper laços com o passado. Microsoft, Intel e Nokia, todas líderes em seus mercados, estão sofrendo para tirar lucros do crescimento dos smartphones. Presentes à maior conferência de telefonia móvel do mundo – o World Mobile Congress, realizado na semana passada, na Espanha –, elas deram um recado claro: estão dispostas a abandonar suas tradições para ganhar uma segunda chance no mercado de telefonia móvel. Seu alvo é reduzir a distância que as separa de empresas que estão muito à frente, como a Apple e Google.

As novidades começaram na segunda-feira, quando a Mi­­crosoft apresentou seu novo sistema operacional para smartphones. A série Windows 7 para celulares substitui versão 6.5, lançada em outubro, e chega às lojas até o fim deste ano. “Para nós, não existe dúvida que precisávamos e queríamos fazer algumas coisas fora do convencional e bem diferentes do nosso passado e, vocês irão concordar, bem distinta do que existe hoje no mercado”, disse Steve Ballmer, chefe-executivo da Microsoft.

O novo Windows Phone tem um visual menos poluído do que a maioria dos sistemas atuais para smartphones, com apenas alguns ícones coloridos sobre um fundo preto. Os ícones para iniciar tarefas, como o acesso a caixa de e-mails ou às funções de chamada, estão devidamente identificados com texto, ao mesmo tempo em que ícones maiores foram usados para funções como fotos e música. Os executivos da Microsoft descreveram os ícones como “títulos vivos” que serão atualizados com informações relevantes, seja um novo compromisso da agenda ou a atualização de status de um amigo no Face­­book. O software abusa da interface do Zune, o player de músicas da Microsoft, e todos os novos produtos com o Windows Phone terão funções de música embutidas. A Microsoft também associou o serviço de games do Xbox Live ao software do telefone.

A nova versão do software representa uma raridade para a Microsoft – a empresa descartou as versões anteriores e fez uma a partir do zero. Foram 18 meses tentando conferir brilho e sofisticação a um produto que foi ridicularizado e classificado como esquisito e muito ousado para as tradições da empresa. “Cremos que esta é realmente uma grande oportunidade para um novo começo. Os consumidores possuem uma capacidade incrível para retestar produtos”, disse Todd Peters, vice-presidente de marketing para o segmento de telefonia celular da Microsoft.

A Microsoft planeja reorganizar sua divisão de telefonia móvel e apresentar ao público uma interface de telefonia nunca vista antes no mercado. Há mais de dois anos, a companhia começou a “roubar” executivos de várias indústrias na esperança de revitalizar seu grupo de software para telefonia móvel.

Intel e Nokia também optaram por começar do zero. As empresas decidiram criar uma plataforma de software chamada MeeGo, que eles esperam fazer sucesso em carros, telefones residenciais, smartphones e computadores. As empresas procuram atrair desenvolvedores de software para o MeeGo, e a Intel chegou ao ponto de cogitar a idéia de rodar o MeeGo em chips rivais se isto ajudar o software a ser mais popular. Os analistas apontam que o mercado de telefonia móvel continua aquecido, o que dá plenas chances para que essas empresas façam muito barulho se conseguirem criar algo que chame a atenção dos consumidores.

 

Fonte: The New York Times

 Outras Notícias

Horário de Atendimento: Horário de Atendimento: De segunda á sexta-feira, das 08h00 ás 12h00 e 13h00 ás 17h00.
Av. Francisco Siqueira Kortz, 471 - São Cristóvão - 84250-000
(42) 3278-8100